Destaques

Câmara promove Conversa sobre Autismo

Bate-papo com terapeutas e mães de portadores de TEA será transmitido pelas redes sociais do Legislativo. Autismo também foi tema de fala na tribuna

ALCIDES MAFRA/ASSESSORIA CÂMARA PB

06 de abril de 2021

Em comemoração ao Dia Mundial de Conscientização do Autismo (2 de abril), e como parte da programação da Semana Municipal de Conscientização do Autismo, a Câmara de Vereadores promove nesta quarta-feira, dia 7, a partir das 19h30, uma conversa sobre Transtorno do Espectro do Autismo (TEA), condição que afeta uma em cada 160 crianças, segundo dados da Organização Pan-Americana de Saúde (Opas). O evento terá transmissão ao vivo através das redes sociais do Legislativo.

Embora venha conquistando espaço no debate público e angariando políticas inclusivas — e a Câmara de Vereadores é exemplo disso, com a aprovação de projetos que buscam garantir visibilidade e atenção aos portadores de TEA e seus familiares — o autismo ainda impõe desafios a pais e educadores. Para o vereador Diogo Santos (MDB), um dos parlamentares que mais se identificam com o tema e idealizador tanto da lei que criou a Semana Municipal do Autismo quanto do encontro que ocorrerá na quarta-feira, o assunto não é tão restrito quanto parece.

A própria composição da mesa de debatedores é prova disso. Além da atendente terapêutica Camila Oliveira e da psicóloga Roberta Voltolini (que fará a mediação), participam da conversa Abgail Pires, Jaqueline Airoso e Rubia Coelho, todas moradoras do município e mães de autistas (mais de um, no caso de Jaqueline e Rubia).

“Eu mesmo sabia muito pouco sobre esse assunto, até que alguns familiares de autistas aqui da cidade me procuraram na Câmara solicitando políticas para esse segmento”, explica Diogo, que também é autor de um projeto, tornado lei recentemente, que inclui o símbolo do autismo em placas de atendimento prioritário e vagas especiais de estacionamento. Na última semana, o vereador participou de reunião com o prefeito Emerson Stein (MDB) e a coordenadora da Associação de Pais e Amigos dos Autistas do Litoral de Santa Catarina (AMA Litoral) Catia Cristiane Purnhagen Franzoi, sobre a possibilidade de abrir uma unidade da entidade em Porto Belo.

Catia, que também é presidente da Associação Catarinense de Autismo (Asca), usou a tribuna da Câmara na sessão desta segunda-feira (5), a convite do Legislativo. Ela externou preocupação com o aumento no número de diagnósticos de autismo na região, mas agradeceu o “olhar carinhoso” dispensado pelo poder público local à questão do autismo. “Eles têm um potencial incrível. A gente precisa, sim, dar essa oportunidade pra eles. Ensiná-los, diante das dificuldades que eles apresentam”, destacou.

SERVIÇO

Conversa sobre Autismo

Quando: quarta-feira (7), às 19h30

Transmissão ao vivo pelo Facebook e Youtube da Câmara

COMPARTILHE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

CÂMARA PRORROGA RESTRIÇÕES

VER MAIS

Procuradoria, PM e Segurança articulam Rede Catarina

VER MAIS

Vereador propõe isenção de tributos para igrejas

VER MAIS