Destaques

Em noite festiva, Câmara entrega títulos de Cidadão Honorário

Personalidades de destaque na sociedade local foram indicadas ao prêmio pelos vereadores

Alcides Mafra/ Assessoria Câmara PB

22 de outubro de 2019

A Câmara de Vereadores protagonizou, na última sexta-feira (18), uma noite memorável. À medida que um temporal despencava lá fora, um auditório absolutamente lotado testemunhou momentos de emoção, alegria e gratidão. Nove personagens cujas trajetórias se misturam com a história recente da cidade foram agraciadas com o título de Cidadão Honorário de 2019. Para a maioria deles, a honraria teve sabor não de dever cumprido, mas de compromisso renovado.

“Vocês colocaram na minha mão um título de responsabilidade”, disse, na tribuna – e na companhia do amigo e também homenageado Mario José da Silva –, Paulo Heitor Rebelo, dono de panificadora no bairro Vila Nova. Da mesma forma, a deputada federal Carmen Zanotto, natural de Lages (SC) e indicada pelo colega de legenda e vereador Bento Voltolini (Cidadania) pelo apoio aos pleitos do município em Brasília, falou em redobrar seus esforços – “porque ser acolhida como cidadã significa que a gente faz parte da família de Porto Belo”, ressaltou.

Com uma decoração primaveril e uma performance de abertura executada pela contadora de histórias Janaira Reis (com direito a dueto do músico Leonardo de Jesus Antão com o presidente da Câmara, Altino Júnior), a sessão solene agraciou com placas de Cidadão Honorário o empresário do setor pesqueiro Luiz Tavares, a agente comunitária de saúde Neusete Rebêlo, a ministra e coordenadora da ação social da paróquia Bom Jesus dos Aflitos Diva Schulz, o empresário do ramo hoteleiro Vilson Jaques (“Cueca”), o dono da rede de concessionárias em Porto Belo e Tijucas Manoel Moiseis, o carpinteiro aposentado Honório Dias, além dos já mencionados Paulo Rebelo, Mario José (corretor de imóveis) e Carmen Zanotto. Aldo Rocha, prático em veterinária aposentado, também foi indicado, mas não compareceu.

A solenidade teve aclamações da plateia, falas com “sotaque” de campanha eleitoral, lágrimas contidas e soltas, discurso à la Fidel Castro e até merchandising – nem tudo, portanto, dentro do script, mas compreensível em vista do clima que se estabeleceu no paço legislativo. Além dos vereadores, participaram do ato o prefeito de Porto Belo, Emerson Stein, o vice-prefeito Elias Cabral, a vereadora mirim Érika da Rosa, ex-vereadores, servidores da administração municipal, da própria Câmara e demais munícipes. Cristiani de Jesus, presidente da Fundação Municipal de Cultura, presidiu os trabalhos.

“Foi uma noite que coroou todo o ano Legislativo do município de Porto Belo em 2019”, salientou Altino Júnior. “O reconhecimento dessas pessoas que foram homenageadas nesta noite muito nos alegra, porque cada um tem a sua história, cada um tem a sua vida, cada um tem o seu momento, mas todos se fundem com a cidade de Porto Belo, e premiar essas pessoas, que foram escolhidas pelos legisladores, que são os representantes da nossa cidade, realmente é gratificante”, destacou o presidente da mesa diretora.

Criado por meio de uma lei de 2010, o título de Cidadão Honorário começou a ser conferido em 2013 a pessoas que, residindo ou não na cidade, realizaram “relevantes serviços sociais” à comunidade local ou que tiveram, de alguma forma, contribuído para o desenvolvimento econômico, social e cultural do município. Para Altino, trata-se de uma homenagem singela, mas significativa diante da importância das pessoas a quem é concedida: “Enquanto estamos na presidência, talvez não tenhamos um momento tão ímpar, tão belo e tão gratificante”, concluiu.

(Alcides Mafra/Assessoria Câmara PB)

COMPARTILHE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Voz do Legislativo - episódio especial coronavírus (03.04.2020)

VER MAIS

Carmen Zanotto fará a interlocução com o Ministério da Saúde

VER MAIS