Destaques

Governo anuncia reabertura do Santa Inês

Hospital de Balneário Camboriú passará por reforma e será disponibilizado para tratamento de pacientes da Covid-19

ALCIDES MAFRA/ASSESSORIA CÂMARA PB

29 de julho de 2020

Crédito: Elisabete Mafra

O Governo do Estado anunciou nesta quarta-feira (29) que reabrirá o Hospital Santa Inês para tratamento de pacientes da Covid-19. Um acordo foi costurado entre o secretário de Estado da Saúde, André Motta Ribeiro, e o prefeito de Balneário Camboriú, Fabricio Oliveira, para que a unidade hospitalar, fechada desde 2016, volte a operar mediante parceria público-privada.

De acordo com informação da Secretaria Executiva de Comunicação (Secom) do Governo Estadual, a iniciativa garantirá um reforço de dez leitos de UTI e sete leitos clínicos para atender a Foz do Rio Itajaí, considerada pelos órgãos de monitoramento do Governo em “situação gravíssima” para a pandemia do novo coronavírus. Levantamento atualizado pela Associação dos Municípios da Foz do Rio Itajaí (Amfri) também nesta quarta-feira informa que os onze municípios da região somam 14.711 casos confirmados e 231 óbitos.

A notícia da reativação do Santa Inês foi recebida com entusiasmo pelo presidente da Câmara de Porto Belo. No final de abril, Diogo Santos (MDB) submeteu ao plenário da Casa duas moções, endereçadas ao presidente da Assembleia Legislativa do Estado (Alesc), deputado Júlio Garcia (PSD), e ao governador do Estado, Carlos Moisés (PSL), pedindo a reabertura do hospital.

“Eu apenas me considero parte desse movimento”, informou o vereador, referindo-se a iniciativas como a do deputado Ivan Naatz (PL), que também em abril gravou vídeo mostrando as atuais condições do Santa Inês e pedindo a sua reativação. “Fiquei muito feliz ao saber da notícia, como acredito que os demais vereadores de Porto Belo também ficarão, pois foi uma solicitação que a Câmara avalizou e eu acredito que será fundamental não somente durante essa crise, mas, eu espero, como um centro hospitalar de referência para a nossa região”, destacou Diogo.

Segundo ainda a Secom, o Santa Inês passará por reforma, que deverá estar concluída em 30 dias. O Estado equipará novas alas com respiradores e monitores e auxiliará na habilitação junto ao Governo Federal. Na mesma reunião, ficou acertada a inclusão do Hospital Ruth Cardoso na Política Hospitalar Catarinense. Com isso, a unidade terá, os próximos dias, mais quatro leitos de terapia intensiva, somando 30 leitos de UTI.

COMPARTILHE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Voz do Legislativo - Episódio 25 (05.08.2020)

VER MAIS

Projeto possibilita pagar tributos com cartão

VER MAIS

Governo anuncia reabertura do Santa Inês

VER MAIS