Destaques

Vereadora e procuradora da Mulher

Quarto episódio da série Perfil: Vereador apresenta a trajetória de Silvana Stadler, que encontrou na assistência social seu caminho rumo ao Legislativo

ALCIDES MAFRA/ASSESSORIA CÂMARA PB

08 de novembro de 2021

O quarto episódio da série de vídeos Perfil: Vereador apresenta a trajetória da parlamentar de segundo mandato, titular da Procuradoria Especial da Mulher desde a criação do órgão, em setembro de 2019, e única representante das mulheres na atual legislatura, Silvana Stadler (PL). Com depoimentos colhidos ao longo do ano pelo departamento de Comunicação da Casa, esta série traça um breve perfil dos nomes que atuam na presente Legislatura, compilando memórias, projetos e perspectivas para o futuro do município.

Nascida no bairro Vila Nova, Silvana traz da infância um episódio em que se misturam política e rebeldia: “Com oito anos eu lembro que tinha uma eleição em Porto Belo, e eu lembro de uma camisa branca com um leão [que um dos candidatos usava como símbolo]. Eu era apaixonada por aquela camisa”. O problema é que o pai de Silvana era partidário do opositor, enquanto que seu avô estava com o “leão”. Silvana aprofundou o racha, mas conseguiu a camisa.

Mais tarde, como esposa de Albert Stadler, que comandou a Prefeitura entre 2005 e 2012, Silvana passou da simpatia ao dia a dia da política, atuando no setor de assistência social do município, o que a levou a buscar especializar-se na área. “Logo em seguida eu também fui fazer uma pós-graduação em educação, porque, como primeira-dama, a gente participava de muitas reuniões no município e tinha que entender um pouquinho de cada demanda”, recorda.

O envolvimento com as questões sociais não acabou com o fim do período como primeira-dama: “A minha loja virou uma secretaria de assistência, muita gente me procurava lá”. Por isso, decidiu concorrer a vereadora em 2016, obtendo uma vaga entre os onze que compuseram a legislatura de 2017 a 2020. Nessa legislatura, Silvana tomou contato com o movimento de criação das procuradorias da mulher nas câmaras municipais e atuou para que Porto Belo tivesse a sua, o que se formalizou em setembro de 2019. “E hoje a Procuradoria já tem ação que resolve”, resume a parlamentar, que tem se colocado como entusiasta dessa política de enfrentamento da violência doméstica e se cacifado como referência para outras iniciativas no Estado.

Acompanhe o vídeo abaixo:

COMPARTILHE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Resumo da Sessão

VER MAIS

Legislativo institui o “Dia da Mulher na Política”

VER MAIS

Vereadores e vereadoras mirins de PB participam de conferência regional em Itajaí

VER MAIS