Destaques

Vereadores visitam projeto de inclusão em Maravilha

Cidade do oeste catarinense desenvolveu programa de acolhimento de indivíduos com autismo

04 de setembro de 2023

Na penúltima semana de agosto, os vereadores Professor Juliano (Progressistas) e Diogo Santos (MDB), viajaram até a cidade de Maravilha, no oeste catarinense, para conhecer uma iniciativa pioneira no atendimento de pessoas com transtorno do espectro do autismo (TEA). Os parlamentares fizeram uma visita técnica ao programa Maravilha TEAcolhe, projeto do governo municipal conduzido pela Secretaria Municipal da Saúde que oferece serviços especializados a indivíduos autistas. O trabalho conta com apoio da associação Lions Clube Maravilha TEAcolhe.

Juliano e Diogo conheceram o Centro Especializado em Saúde de Maravilha e os locais que oferecem atendimento em hidroterapia e equoterapia (método terapêutico que é realizado com auxílio de cavalos). Além desses, o projeto Maravilha TEAcolhe disponibiliza nutricionista, fisioterapeuta, educador físico, psicólogo, assistente social, enfermeira, clínico geral, psiquiatra, neurologista, dentista, neuropsicólogo, terapeuta ocupacional e fonoaudiólogo. De acordo com Mariane Sartori, secretária de Saúde, o programa, inaugurado em maio, é pioneiro no Estado.

Na mesma semana em que os parlamentares viajaram a Maravilha, o governo de Porto Belo inaugurou seu Centro Integrado de Atenção às Pessoas Atípicas (Ciapa), que visa oferecer atendimento multiprofissional para portadores de transtornos opositor desafiador (TOD), de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH) e do espectro do autismo, e seus familiares.

De modo geral, o termo atípico descreve crianças e adolescentes que demonstram desenvolvimento neurocognitivo diferente do esperado para a idade. Segundo dados da Secretaria de Educação de Porto Belo, existem 201 indivíduos neuroatípicos matriculados na rede municipal de ensino. Esse contingente impõe desafios aos serviços de saúde, assistência social e educação e tem mobilizado a atenção do Legislativo.

Na sessão da Câmara da última segunda-feira (28), os mesmos vereadores Diogo Santos e Professor Juliano requisitaram a implementação de atendimento na área de hidroterapia, mediante formalização de convênio. Outro requerimento assinado pelos mesmos vereadores, com apoio do emedebista Jonas Amadeu, pediu informações ao Executivo sobre o programa municipal de equoterapia, cuja lei foi aprovada em fevereiro deste ano mas ainda não foi implementada. 

COMPARTILHE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Resumo da Sessão

VER MAIS

Resumo da Sessão

VER MAIS

Câmara Mirim faz sua primeira sessão do ano

VER MAIS