Destaques

“Quando a mulher avança, todos avançam”

Rodada de palestras na Câmara pôs em pauta sororidade e as brechas que as mulheres precisam abrir para conquistar espaços na política

ALCIDES MAFRA/ASSESSORIA CÂMARA PB

01 de abril de 2022

 “A política está em tudo” é um clichê que se repete sempre que há resistência da parte de alguém em reconhecer a importância de se construir diálogo e consenso nas dinâmicas do dia a dia. Porém, quando se trata de aceitar que as mulheres têm direito a sentar nessa mesa de negociações, as reações nem sempre são tão progressistas. Aí surge o “política é coisa de homem”, um engodo que a sociedade insiste em manter — mas que iniciativas como a Caravana de Inclusão da Mulher na Política lutam para derrubar. Em Porto Belo, essa ação ganhou o importante suporte da Procuradoria Especial da Mulher da Câmara de Vereadores.

A Caravana é promovida pela Escola do Legislativo Deputado Lício Mauro da Silveira, com apoio da Assembleia Legislativa de Santa Catarina (Alesc) e Ordem dos Advogados do Brasil, seção Santa Catarina (OAB-SC). Como o nome sugere, a atividade é itinerante e consiste na realização de palestras que tratam de temas relacionados ao direito da mulher a exercer a sua cidadania enquanto participante da vida política, de modo geral, e do processo político-partidário, de modo específico. Em Porto Belo, o projeto foi apresentado nesta quinta-feira (31), na Câmara Municipal, e fez parte da programação do mês de março no Legislativo portobelense, alusivo ao Mês da Mulher.

A rodada de palestras contou com explanações da pedagoga especializada em tecnologias da educação Melissa Figueiredo Silvestre, da ex-prefeita de São Cristóvão do Sul (SC) e atual diretora executiva da Federação Catarinense de Municípios (Fecam), Sisi Blind, e da advogada e professora Tammy Fortunato.

Além de analisar o contexto atual, de reduzida representatividade feminina (apenas 16% ocupam cadeiras em câmaras municipais, por exemplo), as palestrantes fizeram um apanhado de políticas públicas em favor das mulheres propostas por parlamentares mulheres e reforçaram a necessidade do apoio feminino a campanhas encabeçadas por mulheres. Sobretudo, destacaram a urgência de se fazer frente ao “não”: “Só quando a gente rompe com as proibições a gente faz a diferença”, frisou Sisi Blind. “Quando a mulher avança, todos avançam, e é isso o que estamos discutindo aqui”, afirmou Melissa Silvestre. “Espero que todas saiam incentivadas a participar dos movimentos políticos”, desejou Tammy Fortunato.

Silvana Stadler (PL), única mulher na Câmara de Porto Belo e procuradora especial da Mulher, lamentou que o auditório da Casa não estivesse lotado (a participação se limitou a cerca vinte pessoas), mas considerou o debate qualificado (“ocorreu, de fato, o processo dialético que a gente procura incentivar”, concordou Paulo César Wilpert, coordenador da Caravana) e o evento, positivo. No seu ponto de vista, é importante que iniciativas como essa sejam naturalizadas para que as barreiras que travam a emancipação das mulheres na sociedade sejam superadas. “Acho que tivemos um excelente debate e acredito que o caminho seja este: fortalecer a participação das mulheres no debate público e abrir caminho para que, futuramente, tenhamos mais mulheres em posições de comando em nossa comunidade”, concluiu.

COMPARTILHE

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Câmara aprova projeto de lei para instituir programa “Amigo do Coração”

VER MAIS

Resumo da Sessão

VER MAIS

Resumo da Sessão

VER MAIS